semanárioOSM 348

14/03/2017-20/03/2017

Mapeamento

  • A comunidade de Costa Rica foto-mapeou trilhas na reserva natural de floresta no Bosque del Niño no vulcão Poás.

  • A comunidade OSM mexicana propõem o uso da hashtag #CallesVioletas para visualizar e mapear espaços públicos. Uma metodologia inclusiva é utilizada para capacitar cidadãos ao gerar dados de participação a partir de fotos georeferenciadas.

  • O utilizador kreuzschnabel pede (de) sugestões como etiquetar molduras de cenário.

  • Chris limpa multi-polígonos defeituosos e dados lixo na região da Antártica. Questiona-se porque tantos nós foram criados com o editor iD.

  • No seu rascunho de proposta, o utilizador dieterdreist sugere que a chave emergency seja complementada com uma coleção de "entrada seca" ("dry riser inlet").

  • Alguma vez se questionou porque o OSM ainda não adotou um processo de revisão? Leia a discussão de como responder a vandalismo na mailing list Talk. Apoiantes e opositores partilham os seus pensamentos.

  • A proposta para quartos de secagem de equipamentos desportivos está a decorrer e Thilo Haug pede comentários.

  • Yuri Astrakhan faz algumas sugestões para os editores melhorarem o uso de etiquetas.

  • Tod Fitch pensa que a etiqueta direction=* é utilizada para demasiadas convenções desconexas. A mailing list Tagging discutiu algumas.

  • Charlie Loyd da Mapbox escreve sobre as imagens de alta resolução disponibilizadas na Índia e que podem ser utilizadas para mapear.

Comunidade

Importações

Fundação OpenStreetMap

  • A ata da reunião de direção ocorrida a 21 de fevereiro foi publicada na wiki da Fundação. Houve discussão sobre a transparência do Data Working Group (DWG) entre outros grupos de trabalho, o lucro necessário do SotM além do estatuto de Membro Corporativo ter sido apresentado.

Eventos

  • Simon Poole convida à assembleia geral anual da Associação OpenStreetMap Suíça na Universidade de Fribourg na Suíça a 8 de abril. Seguir-se-á uma festa de mapeamento.

  • As inscrições no SotM França de 2 a 4 de junho em Avignon estão abertas.

OSM Humanitário

Mapas

  • [1] O "Neue Westfälische" apresenta um novo mapa da cidade de Bielefeld. (de) Este mapa é baseado em OSM, cadastro e outras fontes. Será expandido.

  • Frikart.no disponibiliza mapas Garmin com diferentes estilos de mapas noruegueses.

Dados abertos

  • Christian Quest relata que a RTE (operador de rede elétrica francês) publicou todos os dados da rede (aérea 45 kV a 400 kV, enterrada, etc.) e declarou-a como dados abertos.

Licenças

  • Há agora uma declaração comum oficial pela Fundação OpenStreetMap e Creative Commons sobre a compatibilidade de CC-BY 4.0 com OSM. Se quiser utilizar fontes sob CC-BY 4.0, tem que dispensar da proibição de cópia, além do decreto parcial de atribuição.

Programação

  • Ilya Zverev propõem um pull request que permite aos utilizadores OSM comunicar o seu email a programas externos via verificação OSM.

  • Michael Spreng testa uma nova frontend de roteamento no servidor suíço. Pede comentários.

  • Frederik Ramm sugere o que fazer se o osm2pgsql crashou no seu servidor devido à relação monstruosa carregada no Brasil alguns dias atrás. (relatado na nossa última edição)

  • A Mapbox verifica as instruções de navegação do software OSRM. Utilizam uma ferramenta que traduz arte ASCII de uma interseção para um extrato válido de OpenStreetMap, e coloca os dados desse cenário através do motor para assegurar que se comporta corretamente.

  • Rob H. Warren procura voluntários para obter backups completos do OpenHistoricalMap regularmente.

  • Naoliv distribuirá presentes a quem criar uma ferramenta de notificação que indique quando o nome de uma rua é alterado numa área em particular.

Releases

Sabia que…\Conhece…

Outras coisas “geo”

  • Uma coleção de mapas da Índia criados pela comunidade, obtidos a partir de vários sites governamentais, está disponível livremente a todos os indianos.

  • As escolas de Boston descartam mapas baseados em Mercator por Gall-Peters. (via TeachOSM). Os mapas mundiais de Arno Peters fornecem uma projeção fiel à superfície e as distorções da projeção Mercator são evitadas.

  • Um artigo sobre o envolvimento de Arun Ganesh na Wikipédia e no OpenStreetMap.

Próximos eventos

Este semanárioOSM foi produzido por Nakaner, Peda, Rogehm, SeleneYang, Spec80, TheFive, derFred, vsandre, wambacher.

semanárioOSM 347

07/03/2017-13/03/2017

Mapeamento

  • O utilizador BushmanK escreve sobre a qualidade de nomes estrangeiros submetidos com a etiqueta name:<language_code>=*. Uma análise aprofundada é apresentada além de sugestões de como mitigar a questão.

  • A comunidade da Costa Rica organiza uma viagem (eventos de fevereiro e março) para mapear parques nacionais e vulcões. O destino deste mês foi Bosque del Niño.

  • Jochen Topf reporta que o esforço de reparação de multi-polígonos está a correr bem e fornece um thread para se manter a par da evolução.

  • Começou uma discussão na mailing list francesa sobre standards de etiquetação para categorias de pesca de rio. Questões de relevância foram levantadas quanto a tal informação apenas se aplicar a nomenclatura local.

  • O utilizador Muzirian propõem a etiqueta amenity=courier para mapear serviços de entregas. Contudo, recebeu algum criticismo.

  • A mailing list de Tagging procura um nome neutro para "Segways e parecidos".

  • Na mailing list de Tagging, Warin pede ideias para mapear quarto de secagem (Drying_room) ou área de secagem (Drying_area).

  • Dave Swarthout procura uma etiqueta para fábricas de processamento de canábis.

  • Yuri Astrakhan publicou uma proposta para distinguir entre "Existe uma página Wikipedia sobre este objeto" vs "Este objeto é mencionado nesta página Wikipedia". A sua sugestão foi criticamente vista na Wiki OSM.

  • Joshua Houston sugere na Talk-US a substituição da etiqueta man_made por human_made, como um passo para tornar o OSM mais inclusivo. A comunidade OSM Latam também discutiu a questão.

  • Martijn van Exel submete as últimas notícias da MapRoulette.

Comunidade

  • Depois do Senegal, Burquina Faso e Benim, é a vez de Togo começar a fase 01 do projeto Escola de Geomática Livre. (fr)

  • Há já algum tempo que existem rumores de que a Niantic utiliza dados OpenStreetMap para influenciar o Pokemon Go. Mais discussão aqui e uma recente entrada de diário OSM que aponta para um artigo com o título engraçado de ‘How To Create Your Own Nest In Pokemon GO With A Free Tool Called “Open Street Map”’ (e como poderia esperar, os outros posts também se parecem com o Buzzfeed Bingo). O lado sério da questão é que algumas pessoas tentam manipular o OpenStreetMap para fazer com que coisas apareçam no Pokemon Go, mas pode fazer algo quanto a isso.

  • Sven Geggus tweeta que o servidor de telas alemão operado pela FOSSGIS e.V., suporta agora HTTPS.

Eventos

  • A assembleia geral anual da Associação OpenStreetMap Suíça ocorrerá em Fribourg na Suíça a 8 de abril. Seguir-se-á uma festa de mapeamento.

  • Gregory pede novamente a submissão de palestras para o State of the Map no Japão, já que ainda não foram submetidas as suficientes até ao momento. Rob também refere o prazo para as propostas e programa de bolsas.

OSM Humanitário

  • Marek Kleciak relata, no fórum alemão, que as novas imagens de satélite do Nepal estão disponíveis. Permitem mapear áreas até agora não tocadas. (de)

  • A equipa HOT Indonésia organizou um evento de mapeamento chamado WomenMap. Introduziram competências de mapeamento digital e tecnologias de informação. Foi iniciado pela HOT para a promoção de inclusão de grupos destituídos e vulneráveis (mulheres, pessoas com deficiências, jovens e comunidades marginalizadas) e assim ajudar a encurtar o fosso digital. A iniciativa é suportada pelo Governo Australiano, Inovação para a Gestão de Desastres e ONU Mulheres.

Mapas

  • Walter aka wambacher apresenta a versão completamente revista do Emergency Map.

  • A Mapzen disponibiliza agora um estilo de mapa para ciclismo. Leitores europeus devem responder à pergunta se o design do mapa está à altura da experiência comprovada e trabalho de todos os mapeadores e programadores ciclistas. 😉

switch2OSM

  • Quando faz uma pesquisa geográfica no motor de pesquisa meta Startpage, verá diretamente um mapa OpenStreetMap nos resultados.

Dados abertos

  • A Mapbox publica novas imagens de satélite para Vancouver e Toronto.

  • O resumo de uma entrevista com Antonio F. Rodríguez Pascual apresenta (es) 10 boas razões porque a administração pública (em Espanha) deve lançar dados sob licença aberta. (tradução automática)

Software

  • Andrés sumaria todas as fontes importantes sobre a Overpass API e como a utilizar.

  • O planeador de trajetos de motas "Kurviger", que prefere belos trajetos sinuosos com mudanças de elevação, está agora disponível mundialmente.

  • Harry Wood criou uma ferramenta para converter notas OpenStreetMap em KML e usá-las no MAPS.ME.

  • Na talk-fr, Florian Lainez anuncia o lançamento de Bus Contributor, uma nova app Android para ajudar contribuições ao OSM relativas a transportes públicos. Fornecida por Jawg Maps, a app é baseada no OSM Contributor.

Programação

  • Uma "relação monstruosa" de uma importação não discutida no Brasil com mais de 32.767 membros foi grande demais para o osm2pgsql, o que provavelmente causou problemas em muitos servidores.

  • Na segunda parte da sua série de blog, Roland explica como lidar com números na API Overpass.

Releases

Sabia que…\Conhece…

  • … o Multimapas por Javier Jiménez Shaw para comparar uma variedade de camadas de mapa? O serviço de Javier suporta camadas WMS e permite que acrescente camadas próprias.

Outras coisas “geo”

  • Mongabay Wildtech noticia a nova plataforma de mapeamento para proteção ambiental.

  • A revista francesa "Sciences et Avenir" noticia a PaleobioDB, uma base de dados de inventário de fósseis encontrados por centenas de paleontologistas. O correspondente mapa interativo baseia-se em OSM.

Próximos eventos

Este semanárioOSM foi produzido por Nakaner, Peda, Rogehm, Spec80, TheFive, derFred.